Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » MPRN recomenda retomada de transporte escolar

MPRN recomenda retomada de transporte escolar

Compartilhar
Imprimir
Recomendação do MPRN prevê também que alunos que perderam aulas por falta de condução tenham aproveitamento pedagógico

 
A Secretaria de Estado da Educação e da Cultura deverá adotar as medidas necessárias e eficientes para a retomada do transporte escolar no município de Umarizal. Recomendação feita pelo Ministério Público, através da Promotoria de Justiça da Comarca daquele município, prevê ações a serem tomadas pelo Estado e pela Prefeitura.
 
Desde o início do ano letivo 2015 não há transporte escolar para a rede estadual de ensino público no âmbito do município. O sistema de transporte escolar municipal assumiu então, independente de qualquer instrumento de formalização, a condução dos alunos de escolas estaduais, atendendo, contudo, de forma limitada, parcela da demanda, prejudicando parte dos estudantes. Foram geradas representações, encaminhadas ao Órgão Ministerial, denunciando a falta de transporte para estudantes das escolas estaduais situadas na zona rural de Umarizal.
 
Conforme o que ficou recomendado, o serviço deverá ser retomado no prazo máximo de dez dias a contar da data do recebimento da recomendação. Além disso, a Secretaria deve garantir a reposição das aulas perdidas nas unidades que não iniciaram suas atividades em 2015, assegurando, ainda, o aproveitamento pedagógico dos alunos que não puderam comparecer às aulas por falta de condução. É necessário também que se faça um levantamento da situação de cada unidade de ensino, especificando o número e identificando os estudantes prejudicados.
 
A prefeitura de Umarizal deve informar, em até cinco dias a contar do recebimento da recomendação, o interesse em firmar termo de cooperação com o Estado, tendo em vista realizar o serviço de transporte escolar da rede estadual de ensino. Caso haja a manifestação do interesse, devem ser adotadas as medidas necessárias e eficientes para formalizar o ato de cooperação e garantir a retomada do serviço, no prazo máximo de dez dias.
 
Prefeitura e Secretaria devem remeter à Promotoria de Justiça, no prazo de 15 dias a contar da data do recebimento da recomendação, informações sobre as providências adotadas.
 
O não cumprimento dos itens da recomendação resultará na adoção das medidas extrajudiciais cabíveis.
Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo