Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » Núcleo de Apoio Volante vence Prêmio Nacional do CNMP

Núcleo de Apoio Volante vence Prêmio Nacional do CNMP

Compartilhar
Imprimir

“MP Não Para – Núcleo de Apoio Administrativo Volante” foi vencedor na categoria Unidade e Eficiência da Atuação Institucional e Operacional no Prêmio Nacional de Gestão do Conselho Nacional do Ministério Público


O “MP Não Para – Núcleo de Apoio Administrativo Volante”, projeto institucional do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) para apoio às promotorias de Justiça em todo o Estado, conquistou o 1º lugar no Prêmio Nacional de Gestão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), cuja premiação foi realizada na semana passada, em Brasília.

O projeto concorreu com trabalhos de unidades do Ministério Público em todo país, sendo reconhecido como referência na categoria “Unidade e Eficiência da Atuação Institucional e Operacional”.

Assegurar a continuidade do serviço de apoio à atividade-fim nas unidades ministeriais que vivenciam afastamento prolongado de seus servidores, bem como destinar o suporte extraordinário para unidades que apresentem excesso temporário de demanda de apoio, principalmente, aquelas  resultantes da deflagração de operações em decorrência da investigação de ilícitos cíveis e penais pelos órgãos de execução é o objetivo do “MP Não Para”.

“A finalidade principal é essa de evitar a descontinuidade dos serviços diante os afastamentos de longa duração. Com isso, podemos mobilizar os servidores, por região, em qualquer uma das necessidades previstas. E o impacto positivo maior é que a Administração garante o serviço ao cidadão”, explicou o Diretor-Geral da Procuradoria-Geral de Justiça, Marcondes Souza Diógenes Paiva.

Os núcleos volantes disponibilizam o suporte por região do Estado (1, Natal; 2, Caicó; e 3, Mossoró) e no ano de 2015 apoiou 37 unidades ministeriais, de janeiro a dezembro, sendo sete designações para apoio em função da demanda extraordinária ou represada de serviço. Em 2016, de janeiro a agosto, o número de atendimento já superou o total do ano passado, foram 43 unidades ministeriais atendidas.

Segundo o Diretor-Geral, o “MP não Para” foi uma saída que tem contribuído para evitar a descontinuidade dos serviços, considerando que boa parte das promotorias de Justiça contam apenas com um servidor e há um deficit, atualmente, na instituição, de 26 técnicos ministeriais.

O Ministério Público Estadual foi o grande vencedor do Prêmio do CNMP 2016 com quatro projetos finalistas, conquistando o primeiro lugar em três categorias.

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo