Home » Notícias » Seleção » MPRN retoma processo seletivo para a contratação temporária de analista de Contabilidade e de Economia com remuneração de R$ 4,8 mil

MPRN retoma processo seletivo para a contratação temporária de analista de Contabilidade e de Economia com remuneração de R$ 4,8 mil

Compartilhar
Imprimir

Procuradoria-Geral de Justiça publica retificação de edital, incluindo profissionais de Ciências da Economia e abrindo novo prazo de inscrições

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) publicou a retificação do edital que previa a contratação temporária de analistas de Contabilidade. Agora, a concorrência inclui os profissionais com formação em Economia. Assim, o prazo para as inscrições dos interessados será retomado nesta quinta-feira (23) e encerrado na próxima quarta-feira (29). Com a reabertura, os candidatos que já haviam feito inscrição poderão atualizar informações submetendo uma nova inscrição.

A remuneração para o cargo é de R$ 4.801,57 para uma carga horária de 40h semanais. É possível a adoção do regime de teletrabalho a partir de solicitação do interessado, concordância da chefia imediata e autorização da Procuradoria Geral de Justiça, conforme regulamento do MPRN. Há vagas reservadas para pessoas com deficiência, negros e pardos.

O prazo de validade da seleção é de um ano, contado a partir da data de assinatura do primeiro contrato, prorrogável uma única vez por igual período. O MPRN poderá, em caso de desistência ou de rescisão contratual, realizar novas contratações para completar o prazo total de 24 meses do contrato antecedente, observados rigorosamente os critérios de classificação.

O processo seletivo se dará através da avaliação de títulos e da experiência profissional dos candidatos. O envio dos documentos relativos à avaliação de títulos e comprovação de experiência prévia é obrigatório.

A contratação temporária objetiva reduzir o passivo de demandas de apoio técnico nessa área, existente na Central de Apoio Técnico Especializado (Cate) da instituição.

Dúvidas ou mais informações podem ser obtidas no portal do MPRN. Clique aqui.

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Ir para o topo
Skip to content