Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » MPRN divulga Justiça Restaurativa em evento para servidores da Secretaria da Educação de Natal

MPRN divulga Justiça Restaurativa em evento para servidores da Secretaria da Educação de Natal

Compartilhar
Imprimir
Modalidade permite e resolução de conflitos de forma consensual e pacífica no ambiente escolar, promovendo o bom convívio social

 
Propagar a Justiça Restaurativa no meio escolar como meio consensual de resolução de conflitos, focando, sobretudo, em seus valores. Esse foi o objetivo de uma palestra de iniciativa do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Natal para informar e sensibilizar os servidores do órgão municipal sobre a modalidade consensual. 
 
O evento “Justiça Restaurativa no Contexto Escolar” ocorreu nesta quarta-feira (15), de modo virtual (transmitido pelo Youtube), organizado pela 58ª Promotoria de Justiça da Educação  com o apoio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), do Núcleo Permanente de Incentivo à Autocomposição (Nupa) e do Cerimonial, unidades do MPRN. 
 
A Justiça Restaurativa quando exercida em ambiente escolar pode transmitir os preceitos fundamentais relacionados ao bom convívio escolar e social, além de permitir conscientizar as crianças e os adolescentes a protagonizarem os valores éticos, as responsabilidades sociais e ao aprendizado de habilidades que estimulem o diálogo, a cooperação e a solução pacíficade conflitos. 
 
No evento do MPRN, o tema foi abordado pela professora da pós-graduação em Justiça Restaurativa da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas, Inês Campolina. A advogada, administradora e gestora também é pesquisadora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em Direito Sistêmico e Advocacia 4.0.
 
Assim, entre vários tópicos, a especialista falou sobre a contribuição para a implantação da Justiça Restaurativa como política pública na educação. A palestrante ainda estimulou a seleção, durante o próprio evento, de uma equipe para receber capacitação em práticas restaurativas (para nal de atuar no Centro de Diálogo da Educação – CDIAEduc). 
 
A assistente social e assistente ministerial das Promotorias de Educação do MPRN, que é instrutora e facilitadora em Justiça Restaurativa, Vanessa Alessandra Alves Varela, atuou como mediadora da palestra. 
 
Durante o evento os participantes tiveram a oportunidade de interagir com comentários e perguntas à palestrante que se mostrou entusiasmada e receptiva a implantação da JR Escolar.
Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo