Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » MP lança projeto para combater subnotificações de homicídios no Estado

MP lança projeto para combater subnotificações de homicídios no Estado

Compartilhar
Imprimir

PGJ convocou Promotores de Justiça de comarcas com maiores índices de homicídios para discutir ações para monitorar investigações e aumentar elucidação

O Ministério Público Estadual, por intermédio do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Criminais, lança na próxima sexta-feira (14/03), um projeto institucional para combater a subnotificação de homicídios no Rio Grande do Norte.  O lançamento do projeto será realizado às 10h, no Plenário Procurador de Justiça William Ubirajara Pinheiro, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Candelária, com convocação obrigatória para os Promotores de Justiça de comarcas de Natal e do interior do Estado que apresentaram os maiores índices de homicídios nos primeiros meses deste ano e em todo o ano passado.

A iniciativa do MP busca acompanhar a abertura e conclusão de inquéritos policiais de homicídios no Rio Grande do Norte, a fim de se que possa reduzir a desproporção entre os índices de violência e o número de inquéritos instaurados, para que se possa monitorar as investigações e, assim, buscar aumentar os índices de elucidação.

A reunião para discutir os encaminhamentos do projeto “MP combate subnotificações de homicídios no RN” será obrigatória para Promotores de Justiça das comarcas  de: Natal; Parnamirim; São Gonçalo do Amarante; Macaíba; Ceará-Mirim; Extremoz; Nísia Floresta; São José do Mipibu; Monte Alegre; Mossoró; Assu; Santa Cruz; Baraúna; Martins; Caicó e Tangará, convocados através da Portaria n ° 605/2014-PGJ, publicada no Diário Oficial do Estado no último sábado, dia 08/03.

Sem prejuízo dos termos da convocação, o Ministério Público estende a participação aos demais Promotores de Justiça que tenham interesse em aderir ao projeto, buscando fortalecer essa ação institucional.

Na semana passada, o Conselho Estadual de Direitos Humanos registrou a 300ª morte intencional no Rio Grande do Norte, neste ano de 2014. Em todo o ano passado o CEDH registrou 1.653 homicídios no Estado, enquanto que dados da Polícia Civil apontam para a instauração de 299 inquéritos policiais.

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo