Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » CNJ pede informações ao TJ de equipes que atuam com usuários de drogas

CNJ pede informações ao TJ de equipes que atuam com usuários de drogas

Compartilhar
Imprimir

Em representação do MP, Conselho Nacional de Justiça quer que Tribunal informe sobre formação de equipes muitiprofissionais que atuam em cada Comarca

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) expediu ofícios ao Corregedor e ao Presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte para que em 30 dias, cada qual dentro de suas atribuições e responsabilidades, prestem informações sobre a implantação ou não de equipes multiprofissionais habilitadas para captar redes de atendimento aos usuários de drogas em cada Comarca do Estado.

A decisão é do Corregedor Nacional de Justiça, Ministro Francisco Falcão, em representação do Ministério Público Estadual, por intermédio da 1ª Promotoria de Justiça de Ceará-Mirim, que alertou o descumprimento de vários atos normativos, como as Resoluções n° 54 e 93 do próprio CNJ, que tratam do cadastro de adoção, e o Provimento n° 4 da Corregedoria Nacional de Justiça, posteriormente alterado pelo Provimento n° 9, que dispõe sobre medidas com vistas à eficácia e ao bom desempenho da atividade judiciária na implantação das atividades de atenção, proteção e de reinserção social de crianças e adolescentes.

O CNJ quer que o TJRN informe em planilha a quantidade de psicólogos, assistentes sociais, sociólogos, pedagogos, psiquiatras e agentes judiciários de proteção vinculados ao Tribunal que atua em cada equipe multiprofissional nas Comarcas do Estado; que informe também em quais Comarcas existem Conselho Tutelar regularmente constituído; em quais delas o Conselho Tutelar é sediado dentro do prédio do Fórum; em quais existem implantados cadastros locais de crianças e adolescentes em condições de adoção e pessoas interessadas na adoção; e em quais Comarcas onde existam esse cadastro eles estão sendo alimentados por via eletrônica no Cadastro Nacional de Adoção.

 

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo