Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » MP pede prisão preventiva de policial que matou advogada em motel

MP pede prisão preventiva de policial que matou advogada em motel

Compartilhar
Imprimir

Representante do MP requereu perante Justiça conversão de flagrante em prisão preventiva para garantir a ordem pública e conveniência da instrução criminal

O Ministério Público Estadual, por intermédio do Promotor de Justiça da Comarca de Santo Antônio, Mariano Paganini Lauria, requereu perante a Justiça a conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva do policial militar Gleyson Alex de Araújo, autuado pela prática do crime de homicídio da advogada Vanessa Ricarda de Medeiros na madrugada da última quinta-feira, em um motel do município.

O representante do Ministério Público Estadual defende no requerimento encaminhado à Justiça ser imperiosa a decretação da prisão preventiva do PM como forma de garantir a ordem pública além da conveniência da instrução criminal.

Para o Promotor de Justiça de Santo Antônio a decretação da custódia cautelar se recomenda também pela gravidade concreta do delito, pela violência do agente e pelo fato de que o agressor tentou se valer de sua condição de policial militar para intimidar e ameaçar os “colegas de farda” que atuaram na sua prisão.

Confira o requerimento de conversão de prisão em flagrante em prisão preventiva.

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo