Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » MP lança planejamento estratégico para o período 2012/2016

MP lança planejamento estratégico para o período 2012/2016

Compartilhar
Imprimir

Para Secretário do RJ José Beltrame- palestrante em evento do MP- é possível fazer segurança pública e combater a criminalidade com qualidade

O Ministério Público do Rio Grande do Norte realiza nesta segunda-feira, dia 18/06, o lançamento do seu Planejamento Estratégico para o período 2012/2016. Além da apresentação das prioridades administrativas e de atuação finalística para os próximos anos, o evento que prossegue agora à tarde com reuniões de validação de projetos contou na parte da manhã com a palestra do Secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, José Beltrame, que fez uma apresentação sobre as ações contra a criminalidade, entre elas o trabalho de pacificação em comunidades antes dominadas pelo tráfico naquele estado.
 

A apresentação do Planejamento Estratégico e a palestra do Secretário foi transmitida ao vivo pela Intranet e contou com a participação de membros e servidores da Instituição.
 

O Procurador-Geral de Justiça, Manoel Onofre de Souza Neto, destacou a importância do Ministério Público continuar e fortalecer o processo de planejar e elencar suas prioridades institucionais, buscando sempre melhor se estruturar para enfrentar os desafios.
 

O Secretário de Segurança Pública do RJ, José Beltrame, defendeu que há condições sim de se fazer segurança pública com qualidade, é questão de decisão. “O paradigma que tem que ser quebrado é o fazer”, disse.
 

Aos críticos da Polícia Militar do Rio de Janeiro de que seja a mais corrupta do país, ele lembrou que é a PM também que mais prende e expulsa policial.
 

Sobre as ações de combate à criminalidade no Rio de Janeiro, o Secretário destacou dois pilares: as Unidades de Políticas Pacificadoras; e as Regiões Integradas de Segurança. As UPPs, começando no Morro da Dona Marta, levava a polícia para regiões conflagradas. E as Regiões Integradas, dividiu a cidade em pequenos quadrantes com reforço também no policiamento. Basicamente, com esse trabalho os índices de homicídios despencaram para quase a metade.
 

“Quanto mais demanda social se atende, menos polícia se precisa. Muitos apresentaram armas e drogas apreendidas, mas não tiraram o território, nós tiramos o porto seguro deles, e mostramos para as crianças que existe um mundo após o muro da favela”, disse Beltrame. 

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo