Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » Cadeia Pública de Natal não deverá receber novos presos

Cadeia Pública de Natal não deverá receber novos presos

Compartilhar
Imprimir

Recomendação do MP dá um prazo de um ano para que sejam construídas pelo menos duas cadeias públicas em Natal, com capacidade para receber 200 presos cada uma

Após visitar a Cadeia Pública de Natal Professor Raimundo Nonato e confirmar a superlotação do local e a situação precária em que vivem os custodiados, o Promotor de Justiça José Braz Paulo Neto recomendou ao Secretário Estadual de Justiça e Cidadania que suspenda imediatamente a entrada de presos na unidade prisional.

A Recomendação dá um prazo de um ano para que a SEJUC construa pelo menos duas cadeias públicas em Natal, com capacidade para receber 200 presos cada uma e encaminhe à Promotoria cópia do projeto em 60 dias. 

Num prazo de um mês, o número de presos custodiados na Cadeia Pública e nos Centros de Detenção Provisória deverá ser reduzido de acordo com o limite predefinido em ato oficial da Governadora do Estado e os detentos já julgados devem ser encaminhados para um estabelecimento penal adequado.

Para garantir que os custodiados em regime semi-aberto no Complexo Penal Dr. João Chaves cumpram suas penas de forma adequada, o Promotor de Justiça recomendou que num prazo de 60 dias também sejam encaminhados a um local adequado para o cumprimento de suas penas.

Segundo o Promotor de Justiça, a situação atual “compromete as condições de coexistência  dos presos criando uma situação periclitante e insuportável, sob todos os aspectos, que tem contribuído para agravar a situação degradante da população carcerária e que acaba por se constituir numa afronta à dignidade da pessoa humana”.
 

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo