Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » Começa Júri do caso Maisla

Começa Júri do caso Maisla

Compartilhar
Imprimir

Nem a chuva afastou as pessoas que esperavam para assistir ao julgamento

Acaba de começar o julgamento de Osvaldo Aguiar, acusado pelo assassinato da menina Maisla de apenas 11 anos de idade. O crime ocorreu em 2009 em são Gonçalo do Amarante e chocou a opinião pública pela brutalidade como ocorreu.

O trabalho do Promotor de Justiça José Hindemburgo de Castro Nogueira Filho é tentar convencer os jurados de que o réu é o real autor da tortura e assassinato de Maisla. “Levando-se em conta as circunstâncias e a comoção pública que cercou o crime, esse é certamente um dos casos mais emblemáticos com que já me deparei ao longo de 13 anos como Promotor de Justiça”, reconhece José Hindemburgo.

Ele está otimista com julgamento e afirmou que mesmo a defesa alegando que as perícias do ITEP à época não conseguiram comprovar a culpa de Osvaldo Aguiar, as demais provas materiais e testemunhais devem ser suficientes para deixar evidente a autoria do crime.

O Ministério Público acusa Osvaldo Aguiar dos crimes de homicídio duplamente qualificado, atentado violento ao pudor e destruição de cadáver, que podem somar uma pena de 56 anos.

Lembre o caso

A estudante Maisla Mariano Moura dos Santos, de apenas 11 anos, desapareceu em maio de 2009. Ela foi torturada, assassinada e teve seu corpo retalhado. Osvaldo Aguiar foi identificado como principal suspeito e foi preso logo em seguida. Ele já responde por outros crimes relacionados a atentado violento ao pudor e tráfico de drogas no Estado de Rondôna, de onde fugiu do presídio estadual.
 

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo