Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » Acordo busca preservar a Araruna e outras danças folclóricas

Acordo busca preservar a Araruna e outras danças folclóricas

Compartilhar
Imprimir

Tombamento e o registro no Livro das Formas de Expressão é o objetivo de acordo firmado entre MP e Funcarte.

Ao verificar a carência de infra-estrutura da Araruna, associação civil sem fins lucrativos, criada em Natal para promover e divulgar a dança Araruna e outras danças populares, o Promotor de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, João Batista Machado Barbosa, contatou a necessidade de se promover o tombamento e o registro no Livro das Formas de Expressão dessa manifestação cultural como forma de proteger o patrimônio material e imaterial.

Com a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado ontem, 29, pelo Presidente da Fundação Capitania das Artes (Funcarte), Francisco Rodrigues de Carvalho Neto, fica garantida a preservação da Araruna. Pelo TAC o município tem o prazo de um ano para promover o  tombamento do prédio onde hoje funciona a Associação Araruna (Rua Miramar 173, Rocas), em razão de seu relevante valor cultural para o Município de Natal. Além disso, ficou acertado que todos os anos durante os meses de janeiro e fevereiro, bem como em agosto (mês do folclore popular), a Funcarte deve promover uma vez por semana, no pátio em frente ao Museu de Cultural Popular Djalma Maranhão, na Ribeira (e em outros locais de igual visibilidade), um ensaio da dança Araruna e outras danças antigas, através da Associação Araruna, fornecendo todos os meios e infra-estrutura.

 

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo