Home » Notícias » Portal » Portal - Notícias » Praias impróprias para banho

Praias impróprias para banho

Compartilhar
Imprimir

IDEMA divulga último estudo de balneabilidade das praias em Natal, Parnamirim, Nísia Floresta e Extremoz..

O Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (CAOPMA) recebeu ontem, 09, os últimos dados sobre o estudo de balneabilidade que o IDEMA realiza nas praias de Natal, Parnamirim, Nísia Floresta e Extremoz..

Pelo levantamento pelo menos 11 pontos de coleta apresentaram um algum momento classificação como “imprópria para banho”. Foram feitas amostra em 30 locais diferentes de diversas praias em cinco datas diferentes. As situações mais preocupantes são nas praias de Areia Preta, do Forte e Redinha.

Ponta Negra, principal cartão postal da cidade, apresentou pelo menos dois pontos com classificação imprópria: próximo ao acesso principal à praia e nas imediações do Morro do Careca. A última medição da quantidade de coliformes fecais realizada pelo IDEMA aconteceu quinta-feira, 05; e embora nessa data todas as amostra tenham sido consideradas “próprias”, de acordo com os parâmetros da Resolução nº 274/2000 do CONAMA, a Promotora de Justiça que está substituindo na Coordenação do CAOPMA, Luciana Maria Maciel Cavalcanti Ferreira de Melo, lembra que isso não significa que as praias estão liberadas. “Vários fatores podem influenciar os resultados. Por isso são feitas diversas amostras em datas diferentes. O importante é observar que em diversos pontos de  coleta foram verificados níveis de coliformes fecais acima do estabelecido pelo CONAMA como aceitável”, explica.

Segundo ela esses dados serão repassados pelo CAOPMA às Promotorias de Justiça responsáveis por cada praia para que o Promotor de Justiça tome as providências necessárias para identificar as causas dessa contaminação e busque solucionar o problema.

Confira AQUI o estudo de balneabilidade divulgado pelo IDEMA.

 

 

Compartilhar
Imprimir

Notícias Recentes

Pular para o conteúdo