Imprimir 

Prorrogação leva em consideração que ainda é delicado o panorama da Covid-19 no Estado
 
 
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE-RN) e a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) prorrogaram o regime de trabalho remoto até o dia 31 de julho deste ano. O ato conjunto foi assinado na quinta-feira (25). O documento leva em consideração que ainda é delicado o panorama da Covid-19 no Estado.
 
A decisão pela prorrogação do regime de trabalho remoto levou em consideração que a ênfase ao enfrentamento da questão sanitária não tem trazido prejuízo à prestação dos serviços do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte, como revela a adaptação de atividades ao ambiente virtual. O ato conjunto é assinado pelo procurador-geral de Justiça, Eudo Rodrigues Leite, pelo presidente do TJRN, João Rebouças, pelo presidente do TCE/RN, Francisco Potiguar Cavalcanti Júnior, e pelo defensor público-geral do RN, Marcus Vinícius Soares Alves.
 
Com isso, continua suspenso o expediente presencial em todas as unidades do Poder Judiciário, do MPRN, da Defensoria Pública e do Tribunal de Contas do Estado permanecendo os membros e servidores em regime de trabalho remoto.
 
Clique aqui e veja o ato conjunto.