Aumentar fonteDiminuir fonteCores normaisCores com maior contraste
ISSN 2236-5133

Normas para publicação

Clique aqui para baixar a versão impressa

A Revista Eletrônica Jurídico-Institucional do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte, sob a  responsabilidade do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF), é um periódico que terá publicação bimestral. Tem por objetivo fomentar a produção de trabalhos de interesse institucional.

1 DISPOSIÇÕES GERAIS

Poderão participar do periódico os membros, servidores, e estagiários (estes, os estagiários – desde que em coautoria com membros do Parquet). Cada autor só poderá submeter um único trabalho para ser avaliado por edição.

2 DAS NORMAS PARA PUBLICAÇÃO

Os textos completos, incluindo as referências, devem conter no mínimo 8 e no máximo 10 laudas, digitados em Word for Windows ou BrOffice, respeitando as seguintes dimensões: papel A4, fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 margem superior e esquerda de 3cm; inferior e direita de 2cm; e tendo por base as determinações normativas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

2.1 Corpo do texto

Deve conter a introdução, o desenvolvimento, as conclusões e as referências. Os títulos e subtítulos e as suas respectivas numerações devem estar de acordo com as normas de enumeração e hierarquia, indicadas pelas ABNT, conforme as diretrizes para publicação de periódicos NBR 6021 e NBR 6022. Entre a numeração e o título ou subtítulo não deve haver ponto ou hífen, e sim apenas um espaço de caractere. Os títulos que não devem conter indicativo numérico são RESUMO e REFERÊNCIAS. Estes devem estar
alinhados à esquerda, em caixa alta e em negrito.

2.2 A estrutura do artigo

O artigo deve ser constituído de elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais, conforme determina a NBR 6022/2003.

2.2.1 Elementos pré-textuais

a) Título, e subtítulo (se houver);

b) nome(s) do(s) autor(es): acompanhado de breve currículo que o(s) qualifique na área de conhecimento do artigo, bem como o endereço eletrônico, os quais devem aparecer em rodapé, indicados por asterisco, na página de abertura do artigo;

c) resumo na língua do texto: é elemento obrigatório. Deve ressaltar o objetivo, o método, os resultados e as conclusões do documento. Deve-se utilizar o verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular. Deve ser enviado em língua  vernácula, constituído de 100 a 250 palavras, digitado em parágrafo único, sem recuo, espaçamento simples entre as linhas e seguido de 3 (três)  a 5(cinco) palavras-chave, conforme NBR 6028/2003;

d) palavras-chave na língua do texto: no mínimo 3, no máximo 5; devem figurar logo abaixo do resumo. Devem ser iniciadas com letra maiúscula e separadas entre si por um ponto (.) e finalizadas também por ponto.

2.2.2 Elementos textuais

a) Introdução: local em que se delimita o assunto tratado e os objetivos, bem como os demais elementos que situem o tema do artigo;

b) desenvolvimento: parte principal do artigo, contendo a exposição ordenada e pormenorizada do assunto tratado. Divide-se em seções e subseções, conforme a
NBR 6024. Não se utilizam ponto, hífen, travessão ou qualquer sinal após o indicativo de seção ou de seu título. Todas as seções devem conter um texto a elas relacionado;

c) conclusão: parte final em que se apresentam as conclusões correspondentes aos objetivos e às hipóteses.

2.2.3 Elementos pós-textuais

Referências: todas as referências devem ser alinhadas à margem esquerda e de forma a se identificar, individualmente, cada documento, em espaço simples e separadas entre si por espaço duplo, de acordo com a NBR 6023/2002. Usar sempre itálico para destacar os títulos, uniformizando, assim, todas as referências, exceto quando se tratar de obras sem indicação de autoria ou de responsabilidade, cujo elemento de entrada seja o próprio título, já destacado pelo uso de letras maiúsculas na primeira palavra e com a exclusão de artigos (definidos e indefinidos) e palavras monossilábicas iniciando o título.

OBSERVAÇÕES QUE DEVEM SER SEGUIDAS:

Siglas: quando aparecerem pela primeira vez no texto, a forma completa do nome precede a sigla que deve ser colocada entre parênteses.

Notas de rodapé: o expoente de enumeração da nota deve ficar em evidência; o conteúdo deve ser digitado em fonte tamanho 10 e espaçamento simples entre as linhas. Recomenda-se evitar textos longos.

Destaques: que se queira dar a palavras ou expressões deve ser feito com o uso de itálico. Citações diretas de textos de outros autores, com mais de 3 (três) linhas deverão ser feitas em fonte 11, com recuo de 4cm, sem aspas e sem itálico. As citações diretas com até 3 (três) linhas, são feitas no corpo do texto, entre aspas, sem itálico ou negrito, salvo os casos em que o grifo tenha sido do autor citado. Todas as citações diretas devem seguir o sistema de referência autor, ano e página. (AUTOR, 0000, p. 00), e as citações indiretas apenas autor e ano (AUTOR, 0000).

Enumeração das páginas: sequencialmente, em algarismo arábico na parte superior da página e à direita.

O conteúdo: os textos e a exatidão das fontes utilizadas e referências listadas é de inteira responsabilidade de seus autores. Os textos devem ser enviados, dentro dos padrões gramaticais da norma culta da língua portuguesa, como também nos padrões de
normatização, segundo a ABNT, contudo a Assessoria técnica de editoração do Ceaf/MPRN poderá corrigir eventuais erros de normatização e padronização do trabalho como um todo.

A remessa do material: implica na autorização para que seja publicado, sem que haja qualquer remuneração para o(s) autor(es).

Casos omissos: aos casos normativos que possam ter sido omissos nas normas ora descritas, devem ser aplicadas as normas adotadas pela ABNT.



Nouraide Fernandes Rocha de Queiroz
ASSESSORA TÉCNICA DE EDITORAÇÃO
CENTRO DE ESTUDOS E APERFEIÇOAMENTO FUNCIONAL