Imprimir 

Lançamento oficial da segunda fase do programa aconteceu nesta sexta-feira (20), na Procuradoria-Geral de Justiça

 
O programa Transformando Destinos: Interiorizando a Política sobre Drogas iniciou uma nova fase de expansão, chegando a mais 16 municípios potiguares. O evento de lançamento oficial do projeto ocorreu na manhã desta sexta-feira (20), na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Natal. O Transformando Destinos é um programa do Ministério Público do rio Grande do Norte (MPRN) que atua nos eixos da prevenção, do cuidado e da repressão ao tráfico ilícito de entorpecentes, com base na integração entre os setores e os entes.
 
Na cerimônia desta sexta, foram oficializadas as assinaturas de Acordos de Cooperação Técnica, selando a parceria com os Executivos Municipais, e uma palestra tratando sobre a prevenção ao uso de drogas.
 
Para o procurador-geral de Justiça, Eudo Leite, o Transformando Destinos é um programa importante para o MPRN e fundamental para a sociedade. “Lançamos a segunda fase do Transformando Destinos, fazendo com que a iniciativa passe a ser encarada como um programa institucional. O MPRN tem trabalhado fortalecendo a repressão, se articulando melhor com as forças de segurança. No campo da prevenção, temos feito esses acordos como a assinatura do termo de cooperação com os municípios para que eles criem a política municipal sobre drogas”.
 
O Transformando Destinos é desenvolvido desde 2015 pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), em parceria com a Associação do Ministério Público do RN (Ampern) e apoio do Ministério Público do Trabalho. Desde então, o projeto atua na indução da política pública sobre drogas junto aos Executivos Estadual e dos Municípios de Natal, Parnamirim, Mossoró, Parelhas e Macau, nos eixos da prevenção ao uso, do cuidado ao usuário e sua família e da repressão ao tráfico ilícito de entorpecentes, buscando uma atuação integrada, articulada e solidária entre os diversos atores responsáveis pela temática.
 
O evento desta sexta contou com a presença do governador do Estado, Robinson Faria, e de prefeitos e secretários dos 16 municípios que aderiram ao programa. Os novos municípios a integrar o Transformando Destinos são: Areia Branca, Assu, Baraúna, Caicó, Canguaretama, Ceará-Mirim, Currais Novos, Extremoz, João Câmara, Macaíba, Nova Cruz, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Santo Antônio, São Gonçalo do Amarante e São José de Mipibu.
 
Além das assinaturas dos Acordos de Cooperação Técnica, outro ponto alto do evento foi a palestra da Profª Dra. Zila Sanchez, especialista em Prevenção ao Uso de Drogas, professora do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e integrante do Comitê Internacional de Diretrizes de Prevenção do Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crimes (UNODC).
 
Avaliação
 
O procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT/RN), Luis Fabiano Pereira, ressaltou que “O MPT é uma instituição parceira do MPRN. Acreditamos na importância da atenção às pessoas que estão expostas a drogadição como aquelas que já são vítimas desse sistema. Estamos aqui hoje e queremos destacar a importância da adesão dos municípios ao projeto Transformando Destinos, uma vez que são as instituições mais próximas à população e responsáveis pela criação, viabilização e instituição de políticas públicas”.
 
O governador do Estado, Robinson Faria, elogiou o programa do MPRN. “Esse programa é um fantástico, pois é de inserção, de combate, de trabalho preventivo contra ao uso das drogas. Foi formatado aqui dentro do MP. O Governo do Estado participou aderindo ao programa, que agora envolve mais municípios”.
 
A promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio às Promotorias de Justiça da Infância e da Juventude, Sandra Santiago, frisou que o programa irá se expandir ainda mais. “Estamos fazendo uma retomada do programa, uma expansão pra 16 municípios com o objetivo de alcançar municípios que também são considerados estratégicos pra trabalhar a política pública sobre drogas. O próximo passo vai ser ampliar o programa”, falou.
 
A doutora Zila Sanches elogiou o Transformando Destinos. “Todo o movimento de prevenção ao uso de drogas no estado depende basicamente de pactuações com os municípios. Sem o apoio das Prefeituras, qualquer ação de prevenção dificilmente se terá sucesso. É fundamental o comprometimento de todos para desenvolver ações de prevenção dentro de uma diretriz estadual a partir daquilo que é considerado do ponto de vista científico adequado. E isso que o programa Transformando Destinos  faz”, concluiu.