Imprimir 

Projetos Confúcio e Laboratório de Análise de Dados foram os dois representantes do MPRN na final do Prêmio
 
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) teve dois projetos entre os vencedores do Prêmio CNMP 2021. O projeto Confúcio ficou em primeiro lugar na categoria Fiscalização de Políticas e Recursos Públicos. Já o projeto Laboratório de Análise de Dados ficou em terceiro lugar na categoria Investigação e Inteligência.
 
“É com muito orgulho que recebemos essas duas premiações. Ao todo, mais de 500 projetos de todo o país foram inscritos e estamos entre os vencedores. Isso é fruto de muito trabalho e dedicação na busca por sempre entregar o melhor para a sociedade potiguar”, comentou a procuradora geral de Justiça do RN, Elaine Cardoso.
 
Em razão das restrições impostas pela pandemia (Covid-19), a cerimônia foi integralmente virtual, transmitida pelo canal oficial do CNMP no YouTube.
 
Ao todo, concorrem 535 iniciativas – todas cadastradas no Banco Nacional de Projetos. Serão três premiadas em cada uma das seguintes categorias: investigação e inteligência; persecução cível e penal; integração e articulação; transversalidade dos direitos fundamentais; fiscalização de políticas e recursos públicos; diálogo com a sociedade; governança e gestão; sustentabilidade; e gestão documental e memória institucional (categoria especial da edição 2021).
 
Esta edição é a primeira a ser realizada após a mudança do regulamento do Prêmio CNMP e a atualização das categorias, que se adequaram ao novo Planejamento Estratégico Nacional do Ministério Público (PEN-MP/2020-2029).
 
O objetivo do Prêmio CNMP, instituído por meio da Resolução CNMP n° 94/2013, é prestigiar os programas e os projetos do Ministério Público que mais se destacaram na concretização do Planejamento Estratégico Nacional e no alinhamento com os objetivos definidos.
 
Ainda na solenidade, serão conhecidas as iniciativas que receberão um selo de reconhecimento do Projeto Respeito e Diversidade. Realizado pelo CNMP em conjunto com o Ministério Público Federal e a Escola Superior do Ministério Público da União, o projeto reúne um conjunto de ações interinstitucionais voltadas à contribuição na reflexão, discussão e realização de iniciativas que promovam a cultura do respeito à diversidade humana e ao pluralismo de ideias e opiniões.