Imprimir 

Profissionais devem agir e informar que as medidas não se tratam de toque de recolher, mas tão somente de determinação para frear a propagação do coronavírus
 
 
Foram publicadas no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (24) duas recomendações voltadas aos órgãos de Polícia Militar e Bombeiros Militares de Mossoró e Santo Antônio para que atuem visando a diminuição de aglomerações de pessoas. Eles devem reforçar que tais medidas não dizem respeito a um toque de recolher, mas tão somente de uma determinação para frear a propagação do coronavírus.
 
Nos documentos, o MPRN recomenda que os comandantes dos 2º e 12º Batalhões de Polícia Militar de Mossoró e do 8º Batalhão de Polícia Militar de Nova Cruz, bem como do Corpo de Bombeiros, que adotem todas as providências administrativas que se fizerem necessárias no afã de que os Policiais Militares em atuação em Mossoró e em Santo Antônio, bem como nos destacamentos que compõem as comarcas, orientem, com respeito e urbanidade, que as pessoas aglomeradas em logradouros públicos ou estabelecimentos comerciais retornem às suas residências e lá permaneçam, de modo a evitar a infecção por coronavírus.
 
Na recomendação expedida pela 1ª Promotoria de Justiça de Mossoró, o MPRN recomendou ao Presidente Câmara de Dirigentes Lojistas do Município que oriente todos os associados daquele órgão no sentido de que implementem medidas que evitem aglomerações e a propagação da infecção por coronavírus aos consumidores. 
 
Os destinatários das recomendações devem informar, no prazo três dias úteis o recebimento dos documentos, que podem ser lidos em sua íntegra clicando aqui.